Uma Potencial Tomada de Consciência

 

Muitas “ilhas” catarinenses aguardam, ainda, os seus escritores, os seus críticos, os seus analistas. Faz-se pouca literatura ,ou melhor, divulga-se pouca literatura por “n” razões.
Se houver mais garra os nossos escritores tomarem a peito e se impuserem, certeza há que terão a glória nacional. Temos pessoas capazes e da mesma galhardia de um Fernando Sabino, de um Carlos Drummond de Andrade, de um Paulo Mendes Campos, de um Vinícius, de um Tom Jobim...


Voltar