Alma Misteriosa Eloah Westphalen Naschenweng

 
Alma misteriosa
Depuras viva, viçosa,
Recantos sonhadores e
Serenos sentimentos.
Sem mácula és
Delicada flor exótica –
Límpida, quase divina.

Trazes na sombria fé fecunda
O misticismo, a emoção e a alquimia.
Irrequieta liberdade
Canto e prosa
Vivendo e sangrando
Eloquente, e sempre bela.

Alma misteriosa
Tens a face do amor
Que queima e abrasa



Mas tens olhos de dor

Dragões adormecidos
Rastilhos de mágoas e
Profunda solidão.

Sem queixumes
Diluis de leve
Dolentes mistérios e
Embalas em suave soturno
Coisas que o coração derrama
No peito...e enternece.




 
Voltar