Adolfo Boos Jr.

 
 
Nasceu em Florianópolis, SC, em 16 de março de 1931.Fez seus estudos nos Grupos Escolares Lauro Müller e Dias Velho, Colégio Catarinense e Academia de Comércio, todos sediados em Florianópolis. Participou do Movimento “Sul”, onde publicou um volume de contos, “Teodora & Cia”, de 1956, editado pelo Grupo Sul, cuja distribuição ele mesmo impediu, “não sabendo, até hoje, se por desencanto ou pudor”. Por razões profissionais, andou pelo interior do estado e, depois, durante dez anos, pelo interior da Bahia. Fez, por algum tempo, jornalismo em bases interioranas e amadoristas. Depois de “Teodora & Cia”, passou a criar de forma intermitente, mas não publicou qualquer outro trabalho. Voltou a publicar somente em 1980 – “As famílias” premiado no Concurso de Contos Virgílio Várzea, da FCC. Tem um volume de contos “A última guerra”.Seguiram-se “Quadrilátero”(romance) e “A Companheira Noturna”(contos) respectivamente 3º. E 2º. Lugares na Bienal Nestlé de Literatura Brasileira, em 1986.Em 1989, publica “O Último e Outros Dias”(contos) na Coleção Ipsis Litteris da Editora da UFSC, além de participar nas coletâneas Contistas Novos de santa Catarina(Ed. SUL), Assim escrevem os catarinenses(Alfa Ômega), Vinte e UM Dedos de Prosa(Ed.Cambirela), Numa Ilha(Fundação Prometheus Libertus),

Poemas & Poesias

Voltar