Almiro Caldeira de Andrada

 
 
Almiro Caldeira nasceu em Florianópolis, SC, em 6 de março de 1921. Além da Academia Catarinense de Letras e do Instituto Histórico e Geográfico de Santa Catarina, pertence a várias instituições culturais nacionais e do exterior. De sua vasta obra destacamos: “Rocamaranha”; “Ao encontro da manhã”; “Maré alta”; “Lauro Müller”; “Folclore de Santa Catarina”; “Arca açoriana”; “A esperança, talvez”; “Uma cantiga para Jurirê”; “Taberna do Brigue Velho”; “Em busca da Terra Firme”. Faleceu em 16 de junho de 2007, em Porto Alegre, RS, onde residia, sendo sepultado em 17 de junho de 2007,em Florianópolis, conforme seu desejo. FONTE: Antologia 2: organização José Curi. Florianópolis: ACL, 2004

Poemas & Poesias

Voltar