Crispim de Oliveira Mira

 
 
Crispim Mira nasceu em Joinville, SC, em 1880. Advogado provisionado e polêmico jornalista, trabalhou no Rio de Janeiro, colaborando com José do Patrocínio. Na capital federal desenvolveu campanha na imprensa em defesa de Santa Catarina na questão dos limites com o Paraná, resultando na publicação de “Confraternização Republicana”(1918), prefaciada por Felix Pacheco, depois Ministro do Exterior. Retornando ao Estado, no governo de Hercílio Luz(1918/1922), foi representante de Santa Catarina na Exposição Agrícola do Rio de Janeiro, onde lhe deu especial destaque e participou do VI Congresso de Geografia em Belo Horizonte, quando apresentou trabalho sobre o Brasil Futuro. Na área de História de Santa Catarina, escreveu “Município de Joinville”(1909), “Os alemães no Brasil”(1919), “Terra catarinense”(1920), e “Situação financeira e política de Santa Catarina(1924), entre outros. Em Florianópolis, onde faleceu assassinado em 1927 (cujos assassinos nunca foram presos), Crispim Mira dirigiu vários jornais, dentre eles Gazeta Catharinense e Terra Livre. Fonte: Boletim do IHGSC, ano II, n. 14, maio de 1999.


Poemas & Poesias

Voltar