Otacilio Vieira da Costa

 
 
Natural de Lages, SC, a dois de dezembro de 1883, filho de João José Teodoro da Costa e de D. Ana Domingues Vieira da Costa. Fez os estudos primários na terra natal, com professores particulares e em escolas públicas. Cursou o Colégio Nossa Senhora da conceição, São Leopoldo, RS (1897-1901). Matriculou-se na Escola de Comércio de Porto Alegre, RS. Foi colaborador de jornais de Lages, como “Região Serrana” (aos 16 anos de idade), “O Imparcial”; “O Clarim”; “A Notícia”; “Correio Lageano”; “O Planalto” e “Guia Serrano”. Escreveu “Lages de outrora” (300 crônicas em jornais locais), além de livros folhetos. Diretor Geral da Municipalidade de Lages (19 anos de idade) e Secretário da Municipalidade. Deputado à Assembléia Constituinte Estadual (1910) e à 7ª. Legislatura (1910-1912). 2º. Secretário da Constituinte e da assembléia (1910, 1911 e 1912). Deputado Estadual à 8ª. Legislatura(1913-1915). Substituto do Superintendente Municipal de Lages, em exercício (1911-1914). Superintendente Municipal de Lages(1923-1927). Deputado Estadual à 12ª. Legislatura (1927). Deputado à Assembléia Constituinte (1928) e à 13ª. Legislatura (1928-1930). No exercício da Presidência do Congresso Representativo deu posse ao Governador Fulvio Aducci(28/9/1930). Dedicou-se a partir de 1930 às tarefas de advocacia (advogado provisionado pelo Tribunal de Justiça do Estado) de pecuarista e à pesquisa histórica. Deputado à Câmara dos Deputados à 1ª. Legislatura (1946-1950), eleito pelo Partido Social Democrático, assinando como Constituinte à Constituição Nacional de 1948. Em sua homenagem foi criado o município (primeiramente Vila) de Otacílio Costa (10/5/1982). Faleceu em Lages em 13/9/1950.

Poemas & Poesias

Voltar