Ricardo L. Hoffmann

 
 
Nasceu em Criciúma, SC, em 1937. Atuou como técnico em assuntos educacionais, na UFSC. Publicou, em 1967, “A superfície”, novela considerada pela crítica nacional revelação do ano na ficção brasileira. Em 1971 publicou “A crônica do Medo”, com prefácio de definição sociológica da problemática sul-americanista. Esta experiência em ficção de vanguarda foi considerada por Léo Gilson Ribeiro como conivência alienada com o absurdo kafkiano, mas por Pablo Antonio Cuadra como obra escrita com “sangre y raíces de América”. Publicou, em 1975, “Abertura operacional da Universidade”, onde aponta , na universidade brasileira o processo de descaracterização de suas origens como fatos de obstrução do processo do desenvolvimento cultural. Fonte: Assim escrevem os catarinenses. Org.seleção e notas de Emanuel Medeiros Vieira, São Paulo, Alfa-Ômega, 1976.

Poemas & Poesias

Voltar