Nereu do Vale Pereira

 
 
Nasceu no dia 13 de setembro de 1926, na cidade de Florianópolis, SC. Doutor em Sociologia, Técnico Senior em projetos econômicos e estudos de impactos ambientais, economista, Vereador, Deputado Estadual, folclorista, vice-presidente da Comissão Catarinense de Folclore, membro emérito do Instituto Histórico e Geográfico de Santa Catarina, Nereu do Vale Pereira tem vários trabalhos publicados na área de Folclore: Ribeirão da Ilha – Vida e relatos – Os engenhos de farinha de mandioca da Ilha de Santa Catarina, Origem e raízes do Boi-de-mamão catarinense, Ritos de Passagem (1975), Folclore ergológico (1979), O sentimental e o folclórico Pão por Deus (1980), Do fato folclórico ao fato turístico (1981), As festas do Divino Espírito Santo- origens (1985), Sobre a pombinha açoriana (1988), A arte da baleeira (1991), Mandioca e tradição (1992), A simbólica do Espírito Santo (1997), A flor símbolo de Santa Catarina, Contributo Açoriano para a construção do Mosaico Cultural Catarinense(2003). Contribuiu para a obra “O orador oficial” que retrata a biografia de seu pai Hipólito do Vale Pereira e outros, havendo participado de inúmeros congressos, seminários, grupos de pesquisa e festivais. Estudioso da história de Florianópolis, é dele o artigo publicado no Jornal Noticias do Dia, durante os festejos dos 282 anos de emancipação política de Florianópolis, em 2008, em que faz as devidas alterações de datas alusivas ao município. Membro e Presidente da Academia Desterrense de Letras(gestão 06/2008).

Poemas & Poesias

Voltar