Deonísio da Silva

 
 
Nasceu em Siderópolis,SC. Deonísio tem uma ampla produção literária, 33 livros e, entre eles, 7 romances.Sua obra “Avante soldados para trás”, foi publicado em espanhol, inclusive em Cuba e em Portugal. Desde 2003 ele reside no Rio de Janeiro, onde é vice-reitor de Cultura da Universidade Estácio de Sá, a maior do país. Além disso, mantém colunas semanais na revista “Caras”(etimologia), no “Observatório da Imprensa” e esporadicamente no “Jornal do Brasil”. Deonísio tornou-se nacionalmente conhecido desde os contos de “Exposição de Motivos”(1976, premiado pelo MEC e transposto para a televisão por Antunes Filho), seguido de “Cenas Indecorosas”(1976), “A mesa dos inocentes”(1978), “Livrai-me das tentações”(1984) e “O assassinato do Presidente”(1993). No ensaio, publicou “A ferramenta do escritor”( 1978), “Um novo modo de narrar”(1979), “O caso Rubem Fonseca”(1983), “Nos bastidores da Censura”(1989), “A vida íntima das Frases”(2004), “De onde vêm as palavras”(2004) e “A língua nossa de cada dia”(2007), Goethe e Barrabás”(2008). Em colaboração com o cineasta Sylvio Back, fez o roteiro do longa-metragem “República Guarani” (Prêmio de Melhor Roteiro do Festival de Cinema de Brasília, 1982). Suas histórias infanto-juvenis foram reunidas em “Os segredos do baú”(2007). Nos romances, alguns deles publicados também em outros países, destacou-se “A mulher silenciosa”(1981),”A cidade dos padres”)1986), “Orelhas de aluguel”(1988), “Avante, soldados: para trás”(1992-Prêmio Internacional Casa de las Américas), “Teresa D´Ávila”(1997-premiado pela Biblioteca Nacional) e “Os guerreiros do campo”(2000). Ensinou na Universidade de Ijuí(1975 a 1981) e na Universidade Federal de São Carlos(1981-2003).

Fonte: Jornal Noticias do Dia, Florianópolis, ano 3, n. 735, sábado e domingo 19 e 20 de julho de 2008

Poemas & Poesias

Voltar