Zulmar de Lins Neves

 
 
Nasceu em Ponta Grossa, PR, em 31 de outubro de 1917. Em 1922 mudou-se para Florianópolis para residir com os avós maternos. Fez seus estudos primários no Colégio Coração de Jesus e Grupo Escolar Silveira de Sousa; o ginasial e colegial em Curitiba, em 1928. Ingressa na Faculdade de Medicina do Paraná(1935) e gradua-se em 1939. Especializou-se em Ginecologia no Rio de Janeiro. Retorna a Florianópolis em 1942 e instala seu consultório em 1943 na rua Trajano. Assume a direção do Hospital Colônia Santana e reside em São Pedro de Alcântara.(1943). Assume a direção Clínica da Maternidade Dr. Carlos Corrêa de 1943 a 1983. Em 1944 transfere seu consultório para a rua Fernando Machado. Casa-se; nascem seus filhos. Apresenta várias teses na área da Medicina em vários Congressos. Vice-presidente da Associação Catarinense de Medicina. Publica vários trabalhos médicos. Professor da Cadeira de Ginecologia e Obstetrícia do Curso de Medicina da UFSC; Membro Titular do Colégio Brasileiro de Cirurgiões. Recebeu vários títulos, medalhas e tem seu nome no Centro Cirúrgico da Maternidade Dr. Carlos Corrêa. Poeta, nunca publicou seus versos. A obra de seu primo Hoyêdo de Gouvêa Lins “Zulmar de Lins Neves Vida e Poesia”, 2008, resgata não só sua trajetória na medicina bem como o seu lado poético.


Poemas & Poesias

+ Poema sem título

“Quando eu partir de uma coisa estou certo:
não ficarás sozinha.
Sempre estarei por perto.
Quando sentires um roçar na pele,
quando um tocar no seio,
quando um beijo pousar no lábio teu,
quando o vento espalhar teus cabelos,
não temas, não te assustes.
Não foi o vento não. Fui eu.
Quando, à noite, deitada em nossa cama,
leve tremor teu corpo perpassar
e teu coração bater mais apressado,
não temas, não te assustes.
Para não te acordar
fui eu que regressei, bem de mansinho,
e no teu coração fiz o meu ninho.

Voltar