Afonso da´Escragnolle Taunay

 
 
Nascido na então cidade de Nossa Senhora do Desterro, capital da Proví­ncia de Santa Catarina, a 11 de julho de 1876, no Pala¡cio do Governo, quando seu pai presidia a provi­ncia de Santa Catarina. Filho do Dr. Alfredo da´Escragnolle Taunay(1843-1899) e de D.Cristina Teixeira Leite da´Escragnolle Taunay(1854-1938), visconde e viscondessa de Taunay. Casado com D. Sara de Sousa Queiroz de E.Taunay.

Cursou a Escola Politécnica do Rio de Janeiro, onde se formou em Engenharia Civil no ano de 1900.

Professor substituto da Escola Politécnica de São Paulo, 1904; professor catedrático da mesma Escola, 1910; diretor do Museu Paulista desde 1917; diretor dos Museus do Estado de São Paulo desde 1923; encarregado pelo Governo Federal para reorganizar a Biblioteca e o Arquivo do Ministério das Relações Exteriores; professor na Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras, da Universidade de São Paulo,1934-1937; aposentado em dezembro de 1945 por decreto especial em que foi distinguido com o titulo de servidor emérito do Estado de São Paulo; membro do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro; da Academia Paulista de Letras; da Academia Portuguesa de História, presidente honorário do Instituto Histórico de São Paulo; sócio correspondente dos Institutos Históricos de Pernambuco, Bahia, Santa Catarina, Minas Gerais, Espírito Santo, Rio Grande do Sul, Ceará, Alagoas, Mato Grosso, Paraná, Pará e Paraíba; correspondente da Academia de Minas Gerais; membro da American Historical Society e da Massachussets Historical Society e membro da Academia Brasileira de Letras.

Autor de 83 obras entre ficção, história do Brasil, história de São Paulo, história da literatura, da ciência e da arte no Brasil, lingüística, assuntos científicos, traduções, reedições comentadas, das quais destacamos: “Leonor de Ávila”(romance brasileiro seiscentista, publicado com o titulo Crônica do tempo dos Filipes); “A glória do Andradas”; Santa Catarina nos anos primevos”(1931); “Em Santa Catarina colonial”(1936); “Cinco Peças da Velha Iconografia Catarinense(1815), separata do volume II dos Anais do Primeiro Congresso de História Catarinense(1950); “No Rio de Janeiro de Dom Pedro II”; “Na era das bandeiras”; “Piratininga”; “A missão artística de 1816”; “Nicolau A.Taunay”(documentos sobre sua vida e sua obra); “Escritores coloniais”; “Vocabulário de omissões”; “A terminologia científica e os grandes dicionários portugueses”; “Retirada da Laguna”; “A segunda viagem de Saint-Hilaire a São Paulo”; “Contos de Edgar Poe”; “Contos de Hoffmann”; “Obras” de Bartolomeu de Gusmão(reedições comentadas).

Sócio correspondente do IHGSC e da Academia Catarinense de Letras, foi autor dos brasões municipais de Blumenau, Laguna, São Francisco do Sul e Joinville. Taunay faleceu em São Paulo em 1958.

[Fontes: Cinco peças da velha iconografia catarinense(1815)(separata do volume II dos Anais do Primeiro Congresso de História Catarinense-1950) e Boletim do IHGSC, ano III, n. 25, abril de 2000]

Poemas & Poesias

Voltar