Carlos Damião

 
 
Catarinense, nascido em 1957. Jornalista desde 1976, trabalhou nos jornais “Desterro”, “Semana”, “O Estado”, “Santa Catarina” e “A Notícia”. Foi repórter, editor, editor-chefe e colunista dos três últimos jornais. Também foi correspondente de “O Globo” e “O Estado de São Paulo” em Santa Catarina, além de comentarista político e apresentador da TV O Estado (SBT), atual RIC. Atua como coordenador de jornalismo e apresentador da Rádio Guarujá. Carlos Damião é poeta, com cinco livros publicados e um prêmio estadual de poesia (Prêmio Luiz Delfino, Fundação Catarinense de Cultura, 1983). A partir do dia 20 de janeiro de 2010 passa a assinar uma coluna no Jornal Noticias do Dia, intitulada Ponto Final.

FONTE: Jornal Noticias do Dia – Cidades – ano 4, n. 1205, 20 de janeiro de 2010 pág.5

Poemas & Poesias

+ A dúvida mística

um outro momento
um momento
a música
escala mística
da palavra
obsessão do poema
mesmo sujo
feito um pingo de
indiferença na
página vazia
um jogo de
símbolos
a mancha
o significado da
dúvida
a dúvida um momento
místico do
poema

[in As vozes da poesia,coletânea de poemas com fotos de quadros pintados por Vera Sabino para cada poema, 2007]

+ Palavras Oceânicas

Colho as palavras
como quem abre a
cortina da noite
e recolhe estrelas
para a ceia

palavras oceânicas
enredos de navios e
gaivotas
no rumo desesperado
do horizonte


palavras de espera,
como nunca se espera.


Um telefone mudo,
o som do violoncelo
e o retrato sobre
o móvel
estático.


Um sorriso sem som,
uma sombra da cidade
deserta ao fundo.

[in Revista da Academia Catarinense de Letras , n.13, 1995, pág. 168]

Voltar