Salomé Pires

 
 
Seguiu a profissão de professora, para fazer da palavra e das crianças a razão da sua vida. Graduou-se e pós graduou-se, em Língua Portuguesa/Espanhola e literatura. Iniciou a carreira com a Educação especial, mais tarde se direcionou ao ensino de Língua Portuguesa e Literatura na Rede Pública Estadual. Seu primeiro livro publicado foi o romance “SONHOS ROUBADOS, Representado em forma de teatro, por um grupo incrível que cativou e conquistou a todos que puderam prestigiar. O segundo livro, também foi um romance “O PROFESSOR DAS ROSAS”, também foi representado em forma de teatro, emocionando e incentivando a leitura; O livro de poemas “UNI/VERSOS”, foi publicado m 2016; Participou de algumas antologias como: Palavras indiscretas, Além das Cores (Organizadora/com estudantes), Telhado de Flores (organizadora), e Mulher destaque (ALBSC). Possui vários projetos a ser publicado, entre eles um livro de contos infantis, no qual foi a criadora de personagens tipicamente catarinenses. Os contos infantis apontam para apoio pedagógico por serem instrutivos, visando despertar o encanto por aprender valores, diversidade e preservação da natureza. Contos e crônicas também esperam ansiosos por publicação, bem como outros romances como: “Calandiva, a Bruxa da Ilha”, “Sussurros da Verdade”, “A Mulher que não queria se casar”. Membro atuante na Academia de Letras ALBSC seccional de Florianópolis, ocupa a cadeira 13 e tem como patrona Neusa Mendes Guedes. Participa do Grupo de Poetas Livres (GPL) em Florianópolis. Escrever é como degustar um bom vinho! Gole por gole na taça da imaginação vai ativando todos os sentidos.

Poemas & Poesias

+ ANJOS DE FOCINHO

ANJOS DE FOCINHO

Dizem-nos que ao nascer
Um anjo nos guiará,
Destinado pelo amor divino
Para nos acompanhar.
Porém a vida nos presenteia
Com anjos de pelo e focinho,
Que nos recebem cantando,
Latidos de fiel carinho.
São lambidas e rebolados,
Grunhidos que vão soltando,
Não escondem a alegria,
Quando estamos retornando.
Esses anjos às vezes tristes,
Vagando por nossas ruas
Necessitam de anjos humanos,
Das minhas mãos e das tuas.
São Denises, Kátias e Anas
Que lutam para dar o céu,
Aos anjos de pelos e patas,
Que foram deixados ao léu.

+ Descobrindo o Universo

(Inspirado no livro Pequeno Príncipe)

O Pequeno Príncipe
Que vive em mim
Explora, implora
Por castelos e jardins

Mergulha no universo
Planetas que vão surgindo
Aventuras e desventuras
No interior emergindo

Amigos a cativar
Rosas a entender
Cobras e manobras
No deserto a se perder

Sou um pouco de tudo
Vulcão extinto ou não
Versos e universos
Semeados na razão

Mas, o que busco assim
Entre bêbados, raposas e reis?
O natural, o essencial
Des/construindo as próprias leis

Voltar