Duarte Paranhos Schutel

 
 
Nasceu no Desterro, em 8 de junho, de 1837. Formado em Medicina e Belas Artes, no Colégio Pedro II, do Rio de Janeiro.
Dedicado à Medicina, reservou seu tempo também à poesia que assinava também com o pseudônimo de Insulano.
Sua vida política em Desterro também foi marcante. Foi Deputado Provincial na 15ª Legislatura (1864-1865) pelo Partido Liberal, ocasião em que foi o 2º secretário da mesa. De 1865 a 1867, foi deputado suplente na 16ª legislatura.
Colaborou com a Revista Brasileira, da Sociedade de Filosofia, da Revista Popular e dos Anais da Academia Filosófica do Rio de Janeiro, toda publicada na cidade do Rio de Janeiro. É patrono da cadeira nº 7 da Academia Catarinense de Letras. Faleceu em 6 de outubro de 1901.

Poemas & Poesias

+ EU TE AMO!

Eu te amo oceano ruidoso
Em teu surdo, medonho bramir;
Eu te amo, à luz ativa da lua,
Espumando na rocha quebrar
Eu te amo na fresca manhã,
Sussurrante na praia gemer;
Eu te amo, sereno da tarde,
Quando o sol em ti vem s’esconder

Eu te amo céu puro de anil,
Alvas nuvens de rubro bordado;
Eu te amo, tremendo ao bulcão,
Atro, fere, de raios pejados.
(...)

[in “Duarte Schutel – Escritor, poeta, médico e político
– História de uma vida”, de Iza Vieira da Rosa Grisard]

Voltar