José Cordeiro

 
 
José Borges Cordeiro da Silva nasceu no antigo Distrito Federal (Rio de Janeiro), a 26 de março de 1897.
Enquanto estudava na Escola Politécnica, no Rio, iniciou-se e praticou intensamente o jornalismo. Veio para Santa Catarina em 1926 e aqui viveu sua vida. Foi membro do Instituto Histórico e Geográfico de Santa Catarina e Academia Catarinense de Letras. Escreveu contos, crônicas e poemas. Além de vasta obra dispersa, ressaltamos: Luz e Sombra, Um alemão ilustre; a novela A Sombra do Passado, Ogê Mannebach (narrativa) e Águas Passadas.

Poemas & Poesias

+ SERENIDADE

No silêncio das horas vazias
eu ouço a voz que deveria ouvir todas as horas
se o tumulto das emoções,
a força do instinto,
o império do desejo
não me cerrassem os ouvidos.

No auge da tempestade,
quando mais intenso é o conflito
e, como num vórtice monstruoso,
os fatores condicionantes da mente
surgem
e turbilhonam
no campo de seu entendimento,
eu percebo a causa do conflito
e a razão de ser da tempestade;
mas deixo-me levar pela voragem,
e perco-me no oceano imenso das sensações...

Para que me encontre e mim mesmo
e meus ouvidos se abram às harmonias universais,
será preciso que eu me alheie do conflito
e não sinta a tempestade,
e ouça,
e ouça sempre,
durante todas as horas,
a voz que só me chega aos ouvidos
no silêncio das horas vazias...

Voltar